Entrar

Usuário:

Senha:


Esqueceu a senha?

Parceiros ACES

CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE SANTA CATARINA

Surfguru

Câmeras ao vivo | 24h on-line | Maaxcam

SANTA CATARINA TURISMO S.A.

Parceria ACES e Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

FEDERAÇÃO CATARINENSE DE SURF

undefined undefined undefined undefined undefined

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

undefined
undefined

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE SURF

INSTITUTO BRASILEIRO DE SURF

Guia Floripa - O Guia de Florianópolis na Internet - Hotéis, Pousadas, Imóveis, Restaurantes, Bares, Festas, Eventos e muito mais.

SURF NEWS

SURF NEWS

DIVULGUE ACES

Incluir link da ACES em seu site:

ACES - Associa��o Catarinense das Escolas de Surf

Copie o texto acima e cole em seu site.
Escolas de Surf ACES Artigos de Surf e Educação Projetos ACES Artigos de Meio Ambiente e Sustentabilidade Artigos de Competição e Resultados
Informações Importantes Projetos Sociais Executados por Escolas de Surf Artigos de Surf e Saúde Mundo do Surf - SurfNews Área Restrita para Sócios

Headlines


Flux Experiences
  Updated Wed, 15 May 2019 00:03:02 +0000
Description Flux Experiences
Webmaster
Category
Generator
Language pt-BR
Após vários pódios, chega a vez dela!
Category Circuito Universitário de Surf, circuito universitario de surf, Circuito Universitário de Surt 2018, Ibrasurf, Yohana Sarandini
Published:
Description: Yohana Sarandini realiza o sonho do título de campeã Paulista Universitária de Surf 1 – Como e quando começou a surfar? Comecei a surfar aos 7 anos de idade, por […]  mais...

Yohana Sarandini realiza o sonho do título de campeã Paulista Universitária de Surf

1 – Como e quando começou a surfar?

Comecei a surfar aos 7 anos de idade, por incentivo da minha família, na qual todos já surfavam.

2 – Como conheceu o Ibrasurf?

Conheci o Ibrasurf pelas redes sociais.

3 – Você mora e estuda no ABC Paulista mas está todos os finais de semana no litoral. Qual é a sua praia preferida? Pretende, um dia, morar mais perto do oceano?

Sim, estou todos os finais de semana no Litoral Norte, minha praia favorita é Camburi! E pretendo sim morar litoral, assim que me formar! O plano é me mudar e trabalhar com a fisioterapia aplicada em atletas.

4 – Como você conciliou o surf com a vida universitária?

Na verdade, conciliar tudo isso é um pouco difícil… Porém na faculdade temos diversas obrigações durante a semana, para entregar, apresentar trabalhos e por aí vai. O único tempo que tenho para o surf são os finais de semana, porém um surf pra mim é como se fosse uma válvula de escape, onde eu pego minha prancha e esqueço do mundo.

5 – Como decidiu começar a correr os campeonatos do Ibrasurf?

Quando ainda não cursava o ensino superior, via várias postagens de amigas que já estavam cursando a faculdade e competindo esse grande evento. Desde quando me matriculei, a meta era fazer parte dessa grande família.

6 – O que você indicaria para alguém que quer manter o surf em dia e sem deixar os estudos de lado?

Indicaria que estude sempre e que o surf não vai deixar de fazer parte do cotidiano de alguém que respira surf.

7 – Qual é a melhor forma pra ficar conectado com o surf mesmo estando longe do mar?

Redes sociais.

8 – Conta um pouco pra gente como foi a sua trajetória no Circuito Universitário de Surf? Afinal, você faz parte dessa história…

Nos primeiros eventos que participei, fiz pódio, porém nunca tinha sido campeã. No ano de 2018 eu consegui ser campeã em Itamambuca, uma onda que gosto muito. Todas as etapas que participei foram maravilhosas, uma vibe altamente positiva e o evento é maravilhoso, cheio de atrações e é muito mais que um evento de surf, se considerarmos uma família chamada Ibrasurf.

9 – Este é o seu último ano como estudante universitária. Quais são as expectativas para o Circuito Universitário 2019? Ainda mais acontecendo em Camburi, sua segunda casa.

Esse é o meu último ano como universitária, porém vem ainda uma pós graduação por aí (risos). Fico feliz em saber que vai ser em Camburi, um lugar muito especial pra mim, que sempre tem altas ondas e com certeza será um show de surf, espero dar o meu melhor!

10 – No ano passado, você foi campeã Feminina. Conta pra gente o que significou essa conquista, como foi a preparação e o final de semana em Maresias?

Essa conquista significa muito pra mim, porém como disse, nunca tinha sido campeã universitária. Era um sonho, então com certeza esse título vai ficar marcado para sempre. A minha preparação para essa etapa de Maresias se baseou em musculação, corrida e funcional 3 vezes por semana.

11 – Você vai se formar em Fisioterapia. O que te motivou a escolher este curso? Pretende juntar a futura profissão com o surf?  

O que mais me motivou a cursar fisioterapia foi poder estar junto de um atleta em uma função tão importante. Então, como já fui atleta, sei o quanto o preparo físico muda sua performance e te previne de lesões sendo elas sérias ou não. Com certeza pretendo unir a profissão com surf!

12 – Quais seus planos após concluir a faculdade?  

Fazer uma pós graduação, abrir uma clínica para atender atletas de qualquer modalidade

13 – O surf feminino vem crescendo bastante mas ainda assim, é pouco reconhecido e valorizado. O que você pensa a respeito? Já sofreu algum tipo de preconceito dentro d’água pelo simples fato de ser mulher?

O surf feminino ainda é muito pouco valorizado, foi por esse motivo que decidi estudar, pois sabia que só surfar não me daria um futuro garantido. Hoje em dia temos muitas marcas que fazem do surf seu mercado de trabalho, fazem a vendam, dizem que o surf é a alma da marca, mais dificilmente vemos essa marca apoiando atletas e revertendo a verba que eles ganham com o surf para quem faz o surf ser o que é.

Sim, já sofri preconceito. No Peru, estava em Lobitos onde corre uma esquerda perfeita… Depois de pegar duas ondas, voltei pro fundo, quando um local veio do fundo remando em minha direção e perguntou de onde eu era. Eu respondi que era do Brasil e ele respondeu: “Mulheres não surfam aqui, saia agora”. E então eu sai da água bastante frustrada e triste.

14 – O que você diria e aconselharia às meninas que querem aprender a surfar?

Que iniciem com pranchas grandes e largas para ter mais facilidade de ficar em pé na prancha

15 – Como é um dia perfeito para você?

Um dia perfeito seria com altas ondas rolando, só amigos na água.

BATE E VOLTA

Nome

Yohana sarandini

Data de nascimento

18/04/1996

Signo

Áries

Curso

Fisioterapia

Faculdade

Centro Universitário Saúde ABC

Uma viagem

Indonésia

Uma música

White Unicorn – Wolfmother

Um sonho

Conseguir trabalhar com q amo fisio/surf

Um ídolo

Gabriel Medina

Um filme

O menino que descobriu o vento

Uma comida

Lasanha

Uma frase

Faça o melhor na condições que tiver até que tenha condições pra fazer melhor ainda

Um time de futebol

São Paulo

Um sorvete

Flocos

Uma saudade

Surfar todo dia

Um defeito

Ciúmes

Uma qualidade

Determinação

O que te irrita

Falta de educação

O que te atrai

Energia boa, pessoas educadas e determinadas

Quem é Yohana Sarandini

Uma pessoa determinada, mandona e que não abre mão do seus objetivos por mais difíceis que sejam

 

 

Texto: Juliana Tourinho

Mari Costa, por trás de um rosto bonito…
Category Garota Universitária, garota universitária, Garota Universitária 2018, Ibrasurf, Mariana Costa
Published:
Description: Ela é linda por fora, mas a beleza interior consegue superar o que os olhos vêem. Aos 19 anos de idade, Mariana Costa foi escolhida Garota Universitária 2018. Estudante do […]  mais...

Ela é linda por fora, mas a beleza interior consegue superar o que os olhos vêem. Aos 19 anos de idade, Mariana Costa foi escolhida Garota Universitária 2018. Estudante do quinto semestre de Fisioterapia da Unisanta, em Santos (SP), a bela morena carrega a coroa por um ano e também, a essência do sol, mar, praia e natureza.

Em entrevista exclusiva ao Ibrasurf, Mari, como é chamada pelos amigos, contou seu trajeto até ser coroada a Garota Universitária, detalhes do evento e curiosidades sobre sua vida pessoal. Vale sempre ressaltar que o projeto está longe de ser um concurso de beleza. A ideia é reunir jovens estudantes para uma experiência única. Garotas que mesmo na correria de suas respectivas faculdades, não deixam o lifestyle praiano de lado. “E eu amo estar em contato com a natureza! Praia eu não preciso nem falar, né? Pra mim, é uma forma de relaxar, é algo que me traz paz. Às vezes, eu estou estressada e a única coisa que eu quero é ir um pouco para a praia, ficar deitada na areia, olhando o céu… É uma sensação maravilhosa. Pra mim, estar em contato com a natureza é uma terapia”, afirma.

Foi através do Instagram que tudo começou. “Eu seguia a Marina Santocchi (ex participante) e eu vi que ela estava anunciando as inscrições para o Garota. Então eu comecei a seguir o Ibrasurf e ver os stories das meninas falando sobre. E eu pensei “por quê não né? Se eu passar vai ser muito legal”. Então eu simplesmente fui lá e me inscrevi”, disse. “Na verdade eu fiquei com muito receio… Eu não sabia se eu era o perfil do concurso ou não, mas sabia que o “não” eu já tinha. Então vou me inscrever e ver o que dá. Eu simplesmente fui, nem me prendi, nem nada. Eu só fiz a inscrição e depois simplesmente esqueci”.

Na fase de votação online, Mari foi a sexta mais bem votada, sendo 1.135 votos totais. Segundo a estudante, foi um período de muita festa e propaganda: “Nossa, eu pedi pra todo mundo votar… Minhas amigas compartilharam, eu postava quase todos os dias vídeos pedindo para que votassem em mim, eu postei no Facebook… Eu encontrava pessoas conhecidas na rua e falava ‘vota em mim, tem o link no meu Instagram’”.

Assim, dentre as oito mais bem votadas, a bela foi para Maresias passar um final de semana ao lado das outras sete Garotas. Em uma das mais badaladas praias do Brasil, elas tiveram diversas atividades e momentos inesquecíveis. “É difícil de escolher o que eu mais gostei em Maresias, porque quando eu começo a lembrar do que aconteceu, eu fico achando que tudo foi o melhor. Mas como eu sempre quis aprender a surfar, pra mim, a aula de surf foi muito legal. Lá, eu tive noção de como é a sensação de subir numa prancha, que é bem difícil”, relembra a estudante. E a aula de yoga eu achei super relaxante, muito gostoso… Senti uma energia muito boa e era como se todas as meninas estivessem conectadas, sabe? E a festa eu nem preciso falar muito, né? Festinha, adoro! Enfim, pra mim, talvez esses tenham sido os melhores momentos”.

Mas foi em São Paulo que aconteceu a reta final e onde Mari foi coroada. “Foi uma sensação muito doida! Foi algo único! Eu estava com muita adrenalina, então quando me anunciaram campeã, demorou um pouco para cair a minha ficha. Mas foi uma sensação de muita alegria e euforia, parecia que eu estava em um sonho!”, afirma. “Ser a Garota Universitária 2018 representa uma felicidade imensa, um presente que eu ganhei. Graças ao projeto, eu conheci pessoas maravilhosas. Então, pra mim, ser a Garota Universitária foi um presente que a vida trouxe. Depois do Garota eu percebi que surgiram mais trabalhos como modelo. Eu já fazia há alguns anos, mas depois do Garota eu ganhei uma visibilidade maior. Então me abriu oportunidade para outros trabalhos e outras marcas nas quais eu ainda não fazia”.

A carismática escorpiana ainda dá a deixa para quem pretende participar, um dia, do Garota Universitária. “Não deixem que a vergonha as impeça de fazer aquilo que têm vontade de fazer. Eu fiquei muito insegura na hora de fazer a inscrição, mas se eu não tivesse tido a coragem, eu não teria tido essa experiência maravilhosa que foi ter participado do projeto.  Então não deixe que a vergonha tome conta de você e a impeça de realizar seus sonhos”.

Como parte da premiação, além de 1 mil reais, Mari Costa ganhou também uma viagem de turismo voluntário para a África do Sul oferecida pela PPE. “Eu estou muito animada para ir pra África! Estou me organizando para a ida! Eu tenho certeza que vai ser uma viagem incrível, muito emocionante por conta do trabalho voluntário. Estou muito ansiosa para ir e também com um pouquinho de medo, mas vai dar tudo certo!”. Por aqui, estamos muito ansiosos em ver as fotos e saber mais sobre essa trip!

Enquanto isso, a estudante de Fisioterapia ainda tem alguns planos, além de terminar a faculdade! “A minha relação com o surf ainda não está 100% construída! Eu não sei surfar, mas quero muito aprender e começar a praticar! Sempre tive muita vontade de surfar! Tive a aula em Maresias durante o Garota Universitária e eu gostei muito! Mas ainda preciso praticar bastante pra poder ficar em cima da prancha, acho difícil!”.

Para cuidar da beleza e do corpo, Mari adota o uso de produtos naturais e alguns exercícios físicos. “Eu sempre faço esfoliação com borra de café e mel ou então, coloco a borra de café e algum sabonetinho para o rosto. Depois uso argila branca e também uma máscara de limpeza profunda. E sempre tento me exercitar, de segunda a sexta, fazer uma musculação, pular corda, dar uma corridinha…”

Sábia Garota, para ela o segredo da felicidade é simples: “Pra mim, o segredo da felicidade é saber reconhecer beleza nas coisas mais simples da vida e dar valor a estas coisas. É você conseguir aproveitar o momento que você está vivendo e dar valor a ele”, diz. “Acho que isso tudo dá pra ser resumido em gratidão. Você ser grato por tudo aquilo que tem”, completa Mari.

 

BATE E VOLTA

Nome:

Mariana Costa Silva dos Santos

Data de nascimento:

26/10/1999

Curso:

Fisioterapia

Faculdade:

Unisanta

Signo:

Escorpião

Uma praia:

São Pedro

Uma viagem:

Capitólio (MG)

Uma música:

Não consigo escolher uma hahahaha

Um sonho:

Eu tenho vários “mini” sonhos um deles é aprender a mergulhar.

Um esporte:

Natação

Um filme:

O Pequeno Príncipe

Um cantor/banda:

Rael

Uma comida:

Arroz, feijão, peixe frito e batata frita

Uma frase:

“Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos”

Último livro que leu:

O poder do agora

Um cheiro:

Matinho molhado

Um sorvete:

Napolitano

Uma saudade:

Os dias do concurso em Maresias

Um defeito:

Desorganização

Uma qualidade:

Carinhosa

Uma mania:

Falar gesticulando. Eu abro a boca e já começo a mexer os braços hahahaha

O que te irrita:

Grosseria sem motivo

O que te atrai:

Carisma

Quem é Mari Costa:

Uma menina muito atrapalhada, feliz, que ama estar perto da família e amigos e que não dispensa uma saidinha .

 

Yuri Aguiar, campeão do Circuito Universitário de Surf 2018, fala sobre suas duas paixões: surf e música
Category Circuito Universitário de Surf, Flux Experiences, Circuito Universitário, circuito universitario de surf, Yuri Aguiar
Published:
Description: Natural de Ubatuba (SP), Yuri Aguiar terminou o colégio e se mudou para a capital do Estado para fazer faculdade. Na adolescência, chegou a correr campeonatos amadores, mas após duas […]  mais...
Yuri Aguiar, campeão do Circuito Universitário categoria Paulistana 2018

Natural de Ubatuba (SP), Yuri Aguiar terminou o colégio e se mudou para a capital do Estado para fazer faculdade. Na adolescência, chegou a correr campeonatos amadores, mas após duas lesões no joelho, deixou as competições um pouco de lado. Já como estudante do Mackenzie, participou do Circuito Universitário Surf e no seu último ano de faculdade, foi o grande campeão da Categoria Paulistana, justamente na edição de aniversário de 20 anos do evento.

Hoje, aos 22 anos e recém formado, Yuri tem uma paixão além do surf. Em entrevista ao Ibrasurf, o carismático campeão contou sua retrospectiva no Circuito, suas pretensões para o futuro e algumas curiosidades sobre o mundo do surf e a vida em São Paulo.

1 –  Como e quando começou a surfar?

Comecei a surfar através do meu pai, lá em Ubatuba. Eu tinha uns sete anos de idade.

2 –  Como conheceu o Ibrasurf?

O Ibrasurf eu conheci através de amigos e comemorava em Ubatuba, sempre que o campeonato rolava lá, eu ia e ficava na praia assistindo e curtindo.

Yuri Aguiar em Sultans, Maldivas

3 – Você cresceu e passou a infância em Ubatuba. Como foi a mudança para São Paulo e fazer faculdade por lá?

Ir para São Paulo foi dificil, é dificil até hoje. Mas foi importante também, aprendi muita coisa na faculdade, aprendi muita coisa vivendo aqui, pude conhecer muita gente… E eu nao largo Ubatuba também né, eu sempre estou lá de final de semana. Então, não é tão ruim.

4 –  Como você conciliou o surf com a vida universitária?

Eu vou pra Ubatuba quase todo final de semana, mesmo morando em São Paulo. Então, isso foi bom porque acabei não ficando tão parado no surf.

Yuri na TAG Team com a equipe do Mackenzie, durante o Circuito Universitário de Surf

5 –  Como decidiu começar a correr os campeonatos do Ibrasurf?

Eu sempre competi. Eu era atleta amador, então participava do Campeonato Paulista e alguns campeonatos nacionais… E ter essa competitividade na vida universitária foi muito legal porque é sempre muito divertido colocar a lycra e pegar umas ondas. O campeonato também é muita vibe e foi isso que me animou participar do Ibrasurf.

6 – O que você indicaria para alguém que quer manter o surf em dia e sem deixar os estudos de lado?

Na vida universitária é difícil arranjar tempo, mas pra manter o surf em dia acho que é essencial fazer alguns treinos específicos como funcional e ir pra praia sempre que puder… Basicamente é isso.

Yuri Aguiar entubando nas Maldivas

7 –  Qual era a melhor forma pra ficar conectado com o surf mesmo na Selva de Pedras?

Pra me conectar com o surf aqui em São Paulo é tudo através de vídeo. Acompanho a galera que surfa e estou sempre acompanhando os campeonato mundiais também. Só assim mesmo.

8 – Conta um pouco pra gente como foi a sua trajetória no Circuito Universitário de Surf? Afinal, você faz parte dessa história…

A vitória foi boa! Eu pude fazer várias finais nos anos que eu competi e eu consegui fechar com chave de ouro, né? Acho que isso foi o mais importante e o que mais me marcou. Poder ter sido campeão paulista universitário no meu último ano de faculdade.

Yuri no quintal de casa, Ubatuba, durante o Circuito Universitário

9 – 2018 foi seu último ano como surfista da categoria Paulistana. De quebra, ainda levou o título. Conta pra gente o que significou essa conquista, como foi a preparação e o final de semana em Maresias?

Eu fiquei muito feliz de ter sido campeão no meu último ano, consegui fechar esse ciclo universitário com chave de ouro! E minha preparação foi basicamente treino funcional, corrida e principalmente, ficar bastante tempo dentro d’água nos finais de semana que antecederam a final. O final de semana em Maresias foi irado! Fiquei hospedado no Tambayba, então fiquei no conforto e também foi muito importante para me preparar.

10 – Pretende continuar correndo o Circuito Universitário de Surf, mas agora na categoria Formados, né?

Com certeza! A princípio, a ideia é essa! Continuar participando do campeonato na categoria Formados!

11 – Quais seus planos agora que finalizou a faculdade?

Eu me formei em Ciências Contábeis no Mackenzie e os planos agora são basicamente trabalhar, juntar dinheiro, fazer umas trips e fazer música! Conciliar tudo! Então é isso… Surf, trabalho e música!

Campeão da Categoria Paulistana 2018, Yuri ganhou 11 noites no Surfing Village (Indonésia)

12- Você ganhou a tão sonhada trip para Indonésia como parte do prêmio de campeão. E aí, quando pretende ir? Já foi pra Indonésia alguma vez? Quais as expectativas?

Eu ainda estou me organizando para ir para a Indonésia, nunca fui para lá. Mas espero que dê certo, porque se der, vai ser muito especial!

13- Vimos que você gravou um clipe e que você canta, aliás, muito bem! Ficamos felizes e bem surpresos com esse seu dom, não sabíamos disso! Conta mais, vai…

Obrigado pelo elogio! Pô, eu sempre fiz música… Eu toco violão desde os meus oito anos de idade, comecei a compor com 14 e agora estou produzindo faz um ano e meio, dois… Sempre fiz música, sempre vou fazer! Eu gosto demais, é outra coisa que eu amo muito também, além do surf!

 

 

BATE E VOLTA

Nome

Yuri Brulher de Aguiar

Data de nascimento

16/01/1997

Signo

Capricórnio

Curso

Ciências Contábeis

Faculdade

Mackenzie

Uma onda

Sultans – Maldivas

Uma viagem

California

Uma música

Meu Lugar – Yuri Aguiar😂

Um sonho

Viver de música

Um ídolo

Nick Vujicic

Um filme

Pantera Negra

Um cantor/banda

Drake

Uma comida

Sushi

Uma frase

“If you don’t live for something, you’ll die for nothing” / “Se você nao vive por algo, você morrerá por nada” (Tenho essa frase tatuada)

Um time de futebol

Corinthians

Um cheiro

Meu perfume, one million prive

Um sorvete

Côco

Uma saudade

Minha adolescência em Ubatuba

Um defeito

Procrastinação

Uma qualidade

Sou dedicado/perfeccionista em tudo que faço

Uma mania

Checar o celular de 5 em 5 minutos

O que te irrita

Gente com mente fechada

O que te atrai

Caráter, inteligência, humor…

Quem é Yuri Aguiar

Uma pessoa cheia de sonhos, que está sempre buscando evoluir e fazer a diferença nesse mundo

 

Filme 20o Circuito Universitário de Surf – 2a etapa (Maresias)
Category Circuito Universitário de Surf, circuiro universitario de surf
Published:
Description: Maresias recebeu a 2a etapa do 20o Circuito Universitário de Surf nos dias 1 e 2 de Dezembro e definiu também, os campeões do ano de 2018. Aperta o play! […]  mais...

Maresias recebeu a 2a etapa do 20o Circuito Universitário de Surf nos dias 1 e 2 de Dezembro e definiu também, os campeões do ano de 2018. Aperta o play!

OPEN

1 Matheus Dutra – Unisanta – Santos

2 Gabriel Richetto – Faculdade São Sebastião

3 Gilmar Pulga – Faculdade São Sebastião

4 Guilherme Silva – Faculdade Don Domênico – Guarujá

CAMPEÃO DO CIRCUITO – Guilherme Silva – Faculdade Don Domênico – Guarujá

* Título no desempate com Matheus Dutra

 

PAULISTANA

1 Pedro Tanaka – Mackenzie – São Paulo

2 Thiago Meneses – Unip – São Paulo

3 Yuri Aguiar – Mackenzie – São Paulo

4 Renan Castro – Instituto Europeu de Design – São Paulo

CAMPEÃO DO CIRCUITO – Yuri Aguiar – Mackenzie – São Paulo

 

FEMININA

1 Renata Monteiro – Unip – Mongaguá

2 Stephanie Frumento – Unaerp – Guarujá

3 Caroline Peres – Unilus – Santos

4 Yohanna Sarandini – Faculdade do ABC – Santo André

CAMPEÃ DO CIRCUITO – Yohanna Sarandini – Faculdade do ABC – Santo André

 

FORMADOS

1 Maurício Duarte – Mackenzie – Santos

2 Kaipo de Jesus – Unaerp – Guarujá

3 Diego Rodrigues – Universidade Braz Cubas – Santos

4 João Carlos Chaves – Unisantana – São Paulo

CAMPEÃO DO CIRCUITO – Maurício Duarte – Mackenzie – Santos

 

TAG TEAM

1 Mackenzie – Pedro Tanaka, Kadu Medeiros, Yuri Aguiar e Renan Castro

2 Unifesp

3 Unip

4 Anhembi Morumbi

 

LENOVO EXPRESSION SESSION – Guilherme Silva, com aéreo 360º

Vídeo Garota Universitária 2018
Category Garota Universitária, Garota Universitária 2018
Published:
Description: Ser Garota Universitária é, com certeza, uma das melhores experiências que uma estudante pode vivenciar ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ▶️ Dá só uma espiada nessa aventura que reuniu 8 maravilhosas sereias… […]  mais...

Ser Garota Universitária é, com certeza, uma das melhores experiências que uma estudante pode vivenciar ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
▶ Dá só uma espiada nessa aventura que reuniu 8 maravilhosas sereias…

 

 

Vídeo: Ernesto Matsubara

Vídeo Music Connection 2018
Category Music Connection, music connection, Music Connection 2018
Published:
Description: O Music Connection 2018 aconteceu no dia 7 de Dezembro, na TW Eventos, antiga The Week. A melhor Surf Party de SP vai além do esporte e une música, arte […]  mais...

O Music Connection 2018 aconteceu no dia 7 de Dezembro, na TW Eventos, antiga The Week.

A melhor Surf Party de SP vai além do esporte e une música, arte e a galera mais irada das principais faculdades da capital. O Music Connection 2018 foi um sucesso!

 

Nos palcos, atrações como Poesia Acústica, Costa Gold, Big Up, Monty Vibe. Nas pick-ups, DJ Kefing, Thay Girão e DJ Chade. Enquanto o som não parava, intervenções artísticas, exposições, live painting e flash tattoos aconteciam simultaneamente para as quase duas mil pessoas presentes.

 

O Music Connection é uma realização do Ibrasurf e do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria da Cultura e do Proac.

Vídeo: Festival Brasileiro Universitário de Surf 2018
Category Festival Universitário de Surf
Published:
Description: Maresias recebeu no dia 2 de Dezembro, o Festival Brasileiro Universitário de Surf. Com os melhores do ranking do Circuito Paulista e ainda surfistas do Rio de Janeiro, o evento […]  mais...

Maresias recebeu no dia 2 de Dezembro, o Festival Brasileiro Universitário de Surf. Com os melhores do ranking do Circuito Paulista e ainda surfistas do Rio de Janeiro, o evento reuniu amantes do esporte e lotou uma das praias mais badaladas do país.

Confira os campeões brasileiros universitários de surf 2018:

Categoria Masculina: Pedro Tanaka
Categoria Feminina: Stephanie Frumento

Mariana Costa é coroada Garota Universitária 2018
Category Garota Universitária, Garota Universitária 2018
Published:
Description: Além de reunir surf, música e arte, o Music Connection é o evento responsável por nos apresentar a estudante que vai, durante um ano, representar mar, sol e natureza. Elas […]  mais...

Além de reunir surf, música e arte, o Music Connection é o evento responsável por nos apresentar a estudante que vai, durante um ano, representar mar, sol e natureza. Elas tiveram início como 25 garotas na votação online, foram oito selecionadas para passar um final de semana incrível em Maresias e no litoral, foram escolhidas as Top 4.

A grande final do Garota Universitária 2018 aconteceu no Music Connection, no dia 7 de Dezembro, na TW Eventos (antiga The Week). Catarina Muniz, Giovanna Oliveira, Luana Salgueirosa e Mariana Costa reencontraram as amigas e ainda se apresentaram ao público presente na festa de final de ano do Ibrasurf.

A grande comemoração reuniu quase duas mil pessoas, que prestigiaram shows como Big Up, Costa Gold, Poesia Acústica e Monty Vibe. Nossas sereias, é claro, não perderam um minuto da festa e aproveitaram ao máximo. Ao lado de seus convidados, elas puderam curtir em uma área VIP, com acesso ao palco principal e ainda bar exclusivo.

Entre uma das atrações musicais e intervenções artísticas, as quatro jovens estudantes participaram de um desfile. Com seu jeito meigo e encantador de ser, Mariana Costa conquistou a todos na festa. A bela morena arrancou suspiros e veio pra ficar, sendo escolhida Garota Universitária 2018.

Das mãos de Larissa Sábio, a estudante de Fisioterapia da Universidade Santa Cecília foi coroada a nova Garota Universitária 2018. Aos 19 anos de idade, Mariana faturou um cheque de 1 mil reais e ainda uma viagem de turismo voluntário para a África do Sul oferecida pela PPE.

MARIANA COSTA

“Participar do Garota foi incrível! Mais importante que a coroa, com certeza foi a amizade que fiz com as meninas e a experiência de ter participado do projeto! Fiquei muito feliz de ter sido escolhida para representar o Ibra durante todo o ano e mais feliz ainda por todo o carinho que todos tiveram com a gente desde a viagem, até a festa! O Music Connection foi maravilhoso e todos os momentos, desde a coroação, até a concentração antes do desfile, vão ficar no meu coração. Foi um evento super bem organizado e feito com muito amor. Muita gratidão por ter feito parte de tudo isso!”, disse a Garota Universitária 2018.

O GAROTA UNIVERSITÁRIA

Vale sempre ressaltar que o Garota Universitária está longe de ser um concurso de beleza. O projeto reúne jovens estudantes para uma experiência única. Garotas que mesmo na correria de suas respectivas faculdades, não deixam o lifestyle praiano de lado.

A beleza exterior é só um extra. É por dentro que elas ficam ainda mais belas. Carismáticas, autênticas e cheias de atitude, cada uma possui um encanto próprio que cativa a todos por onde quer que passem. E na praia de Maresias, não foi diferente.

Ser Garota Universitária é ressaltar que as características físicas são apenas detalhes. Valorizar princípios e atitudes bonitas falam mais alto do que um rosto fotogênico ou corpo escultural. Ser Garota Universitária é, com certeza, uma das melhores experiências que uma estudante pode vivenciar.

 

Texto: Juliana Tourinho

Fotos: Willian Osiro e Caio Versolato

MUSIC CONNECTION 2018: Uma noite inesquecível
Category Music Connection, music connection, Music Connection 2018
Published:
Description:   São Paulo parou no dia 7 de Dezembro. Na TW Eventos, antiga The Week, foi realizada a festa de final de ano do Ibrasurf. Mais uma vez, o Music […]  mais...

 

São Paulo parou no dia 7 de Dezembro. Na TW Eventos, antiga The Week, foi realizada a festa de final de ano do Ibrasurf. Mais uma vez, o Music Connection reuniu surf, música e arte em um só evento e quase duas mil pessoas participaram dessa grande comemoração.

Dois shows aconteciam simultaneamente. Enquanto um dos palcos ficou sob o comando de Big Up, Costa Gold, Poesia Acústica, Dj Kefing e Thay Girão, o outro era ocupado por Viegas, Monty Vibe, Peu&Aoa e Dj Chade.

Na área externa, além exposições de fotos artísticas e vídeos de surf, rolava live paiting e também flash tattoos com Márcio Poeta e Daniel Mochila. Caso a larica batesse, foodtrucks com pizza, hambúrguer e milk shake garantiam a fome da galera.

Galera, que por sinal, trouxe a melhor vibe e fez jus ao Music Connection como a melhor Surf Party que a capital paulista já viu. Os estudantes das principais faculdades de São Paulo marcaram presença e contribuíram para tornar a noite inesquecível.

SHOWS

A noite começou com os paulistas do Big Up trazendo a mistura de reggae e rap embalando o público com “Deixe o Amor”, “Eleva” e “Xango”. Em seguida, foi a vez do trio do Costa Gold encher a pista principal e fazer a galera cantar hits como “Nada Bom”, “155” e “Das Arábias”. Por fim, Poesia Acústica fechou a noite com sucessos como “Capricorniana” e “Seu Popo”.

No palco 2, Viegas deu start na festa e foi seguido pelos homens do Monty Vibe, que embalaram o reggae e fizeram todo mundo dançar. Peu&Aoa completaram o time de atrações do segundo ambiente.

GAROTA UNIVERSITÁRIA

A grande final do Garota Universitária 2018 aconteceu durante o Music Connection. Catarina Muniz, Giovanna Oliveira, Luana Salgueirosa e Mariana Costa, as quatro finalistas do projeto, desfilaram e foram apresentadas ao público.

Das mãos de Larissa Sábio, Mariana Costa recebeu a coroa de flores e foi eleita a Garota Universitária 2018. A estudante de Fisioterapia da Universidade Santa Cecília faturou um cheque de 1 mil reais + 1 semana de hospedagem na África do Sul (uma experiência que irá aliar trabalho voluntário com turismo convencional) promovida pela PPE. Durante um ano, a Mari vai carregar a essência de ser uma estudante que representa sol, mar, praia e natureza.

MUSIC CONNECTION

O Music Connection 2018 finalizou com sucesso mais um ano de muito surf, esforço e trabalho da equipe do Ibrasurf. Mas nada seria possível sem a energia incrível de cada uma das pessoas ali presentes que compartilharam a noite do dia 7 de Dezembro e contribuíram para tornar esta comemoração inesquecível.

 

O Music Connection é uma realização do Ibrasurf e do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria da Cultura e do Proac.

Patrocínio: Quiksilver

Apoio: Roxy, Decathlon, 51 ice.

Divulgação: Waves.

Promoção: Flux Experiences & Enterteinment

Vídeo: Circuito Paulista Universitário de Surf 2018 (2a etapa) – Maresias
Category Circuito Universitário de Surf
Published:
Description: Surfistas e estudantes das principais faculdades de SP se reuniram na praia de Maresias para a segunda e última etapa do Circuito Paulista Universitário de Surf. Um final de semana de […]  mais...

Surfistas e estudantes das principais faculdades de SP se reuniram na praia de Maresias para a segunda e última etapa do Circuito Paulista Universitário de Surf. Um final de semana de grandes emoções dentro e fora d’água em uma das praias mais badaladas do país.

Os campeões de 2018:

Paulistana: Yuri Aguiar – Mackenzie

Open: Guilherme Silva – Don Domênico

Feminina: Yohana Sarandini – Fmabc

Formados: Mauricio Duarte – Mackenzie

 

Vídeo por: Rota dos tubos – Marcelo Bonfim

 

INSCREVA-SE NO CANAL: https://www.youtube.com/user/ibrasurf

 

Conecte-se também pelas redes sociais:

Curta FB : https://www.facebook.com/ibrasurfoficial

Folow o INSTAGRAM: https://www.instagram.com/ibrasurf/

Enjoy o SPOTIFY: https://open.spotify.com/user/ibrasurf

Artigos de Surf e Educação Escolas de Surf ACES Projetos ACES Artigos de Meio Ambiente e Sustentabilidade Artigos de Competição
Informações Importantes Projetos Sociais Executados por Escolas de Surf Artigos de Surf e Saúde Mundo do Surf - SurfNews Área para Associados, Proprietários e Orientadores de Surf ACES

Fortaleça sua empresa.

Valorize sua marca.

Apoie uma Escola ACES e
faça parte de uma rede de educadores empreendedores.

ACES unindo talentos e fortalecendo a educação e o esporte em Santa Catarina.

Incluir link da ACES em seu site:
Federação Catarinense de Especialistas e Escolas de Surf e Stand Up Paddle

Copie o texto acima e cole em seu site.

Lista das Escolas de Surf Credenciadas ACES


SANTUR Ministério do Esporte Prefeitura Municipal de Florianópolis GOVERNO DE SANTA CATARINA
facebook
Escolas de Surf
twitter
RSS ACES SURF
rss

 

 

ESCOLA DE SURF, ESPECIALISTA, SURFSCHOOL, SANTA CATARINA, ESCOLA, SURF, STANDUPPADDLE, SUPTRIP, AVENTURA, WATERSPORTS, ACES, FLORIPA, PRAIAMOLE, ESCOLINHA, INGLESES, ECO, FLORIANOPOLIS, QUALIDADE DE VIDA, QUALIDADE, SALVA SURF, EDUCACAO, AMBIENTAL, CAPACITACAO, TREINAMENTO, QUALIFICACAO, SUSTENTABILIDADE, BRAVA, JOAQUINA, SURF SCHOOL, BARRA DA LAGOA, BRAVA, PADDLE, STANDUP, SUP, VIAGEM, SURFLESSONS, CAMPECHE, INGLESES, ACORES, LAGOINHA, MATADEIRO, CAPACITACAO, QUALIFICACAO, MORRO DAS PEDRAS, NAUFRAGADOS, PONTA DAS CANAS, BARRA DA LAGOA, LAGOA DA CONCEICAO, ESCOLA DE SURF, SURF TREINO , COMPETICAO , SURF AVANCADO, SURF , COMPETICAO, SURF SAFARI, SURF TOURS, SUPORTE TECNICO, CARENTES, CONSULTORIA