Data 15-12-2010 22:59 | Tóopico: Mundo do Surfe

Neste exato momento, enquanto os melhores surfistas do mundo disputam a última etapa do WT nos clássicos tubos do Billabong Pipeline Masters in memory of Andy Irons, a Billabong Brasil lança um desafio: é possível fotografar o Espírito Aloha? Publique no mural de nossa página oficial no Facebook uma foto original que represente o Espírito Aloha para você. Pode ser uma surftrip que você fez, uma onda que você pegou. Use sua criatividade para expressar esse sentimento que pode ajudar a mudar o mundo.

 

 

Para os antigos nativos havaianos, o surf era mais do que um esporte ou uma forma de expressão. Surfar era um gesto espiritual, um ritual de conexão com as forças divinas do oceano.  O Havaí, esse arquipélago de origem vulcânica, praticamente isolado na imensidão do Pacífico, sempre despertou o fascínio de colonizadores e visitantes, com sua natureza exuberante, suas praias paradisíacas e, sobretudo, seu povo e sua cultura.

 

Com a sabedoria de se proteger sem se fechar, o povo havaiano conseguiu preservar tradições seculares – muitas vezes, discriminadas – apesar das inúmeras invasões que sofreu no decorrer da história. Mas o que caracteriza essas pessoas? Que tipo de sentimento foi capaz de manter os havaianos unidos e abertos aos visitantes apesar de tudo? Uma lei estadual aprovada em 1986 ajuda a explicar como pensam. É o “Statuto Aloha” que, além de nomear oficialmente o Havaí como “Estado Aloha”, ainda reconhece a filosofia de respeito mútuo e afeto dos nativos.

 

Segundo este preceito legal, “Aloha é mais que uma saudação ou palavra de despedida. Aloha significa respeito mútuo, afeto e cuidado sem esperar nada como retorno. Aloha é a essência dos relacionamentos em que cada pessoa é importante para o próximo em nome da existência coletiva.” E vai além ao reconhecer o Espírito Aloha: “O Espírito Aloha é a coordenação de mente e coração de cada indivíduo. Ele traz cada pessoa para si mesma. Cada pessoa deve pensar e emanar bons sentimentos aos outros.

 

Este traço de caráter reconhecido em lei é facilmente percebido por quem visita o Havaí. O Espírito Aloha é uma referência para a grande maioria dos nativos que acreditam que dividir energia positiva é uma forma de se aproximar de “Mana”, a força divina.

 

Neste exato momento, enquanto os melhores surfistas do mundo disputam a última etapa do WT nos clássicos tubos do Billabong Pipeline Masters in memory of Andy Irons, a Billabong Brasil lança um desafio: é possível fotografar o Espírito Aloha? Publique no mural de nossa página oficial no Facebook uma foto original que represente o Espírito Aloha para você. Pode ser uma surftrip que você fez, uma onda que você pegou. Use sua criatividade para expressar esse sentimento que pode ajudar a mudar o mundo.

Regulamento no link: http://www.facebook.com/note.php?note_id=175142265840015




Este artigo veio de Federação Catarinense de Especialistas e Escolas de Surf e Stand Up Paddle
http://www.escolasdesurf.org.br

O endereço desta história é:
http://www.escolasdesurf.org.br/modules/news/article.php?storyid=161