SURF NEWS

Entrar

Usuário:

Senha:


Esqueceu a senha?

Parceiros ACES

DIVULGUE ACES

Incluir link da ACES em seu site:

ACES - Associa��o Catarinense das Escolas de Surf

Copie o texto acima e cole em seu site.

FORTALECER

Escolas de Surf ACESArtigos de Surf e EducaçãoProjetos ACESArtigos de Meio Ambiente e SustentabilidadeArtigos de Competição e Resultados
Informações ImportantesProjetos Sociais Executados por Escolas de SurfArtigos de Surf e SaúdeMundo do Surf - SurfNewsÁrea Restrita para Sócios

Enviado por  Data de envio 23-09-2011 17:30

O Turismo na Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente

 O Brasil vem priorizando, há mais de duas décadas, a proteção de suas crianças e adolescentes contra a exploração sexual. Além de possuir uma legislação específica e moderna - o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/1990), dezenas de campanhas de esclarecimento vêm sendo realizadas pelo país.

 Santa Catarina não poderia deixar de apoiar essa causa, assim, através da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, e em parceria com o “trade” turístico, vem firmar o compromisso de prevenção e combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, e na promoção de um turismo sustentável como ferramenta de inclusão social e crescimento do país.

 Muitos são os fatores que levam à exploração sexual de crianças e adolescentes. Por isso, é imprescindível que os profissionais e empresários do setor de turismo firmem o compromisso de não permitir a utilização de seus equipamentos para essa prática. Sobre o assunto, o Código Ético Mundial para o Turismo, da Organização Mundial de Turismo, diz o seguinte:

 Artigo 2.3 "A exploração dos seres humanos sob todas as suas formas, principalmente sexual, e especialmente no caso das crianças, vai contra os objetivos fundamentais do turismo e constitui a sua própria negação”.

 

O Mundo contra a exploração sexual

 O Código Ético Mundial da OMT destaca os princípios para guiar o desenvolvimento do turismo no mundo, servindo como referência para o setor. Seu objetivo é minimizar o impacto negativo do turismo no ambiente e na cultura e, ao mesmo tempo, maximizar os benefícios do turismo ao promover o desenvolvimento sustentável, aliviar a pobreza e facilitar o entendimento pacífico entre as nações.

 Em seus artigos, merece destaque especial o de número 10 - Aplicação dos princípios do Código de Ética Mundial para o Turismo:

1. Os agentes públicos e privados do desenvolvimento turístico cooperarão na aplicação dos presentes princípios e controlarão sua prática efetiva;

2. Os agentes de desenvolvimento turístico reconhecerão o papel das organizações internacionais, em primeiro lugar a Organização Mundial do Turismo e as organizações não-governamentais competentes nos campos da promoção e do desenvolvimento do turismo, da proteção dos direitos humanos, do meio ambiente e da saúde, segundo os princípios gerais do direito internacional;

3. Os mesmos agentes manifestam sua intenção de submeter os litígios relativos à aplicação ou a interpretação do Código Ético Mundial para o Turismo a um terceiro órgão imparcial, denominado Comitê de Ética do Turismo para fins de conciliação.

 Para orientar a participação no movimento de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes, uma das principais ferramentas ao alcance do “trade” turístico é o Código de Conduta para a Proteção da Criança contra a Exploração Sexual em Viagens e Turismo (The Code).

 Este instrumento de sensibilização para o enfrentamento do problema indica como as empresas de turismo podem atuar nesse contexto, assumindo sua responsabilidade como agente social.

 O Código foi elaborado pela ONG internacional ECPAT- Articulação Internacional contra a Prostituição, Pornografia e Tráfico de Crianças e Adolescentes, em parceria com a Organização Mundial de Turismo. O Código dispõe de uma organização própria, sediada em Nova York – EUA (www.thecode.org), financiada por diversas instituições, entre elas o UNICEF. Criado em 1998 e já assinado por empresas de 32 países ao redor do mundo, o Código tem seis ações a serem implementadas pelos signatários:

 1. Estabelecer uma política ética da empresa contra a exploração sexual infanto-juvenil;

2. Capacitar seus funcionários e os das suas empresas nos países de origem e destino em que operam;

3. Inserir cláusula específica nos contratos com fornecedores, declarando repúdio de ambas as partes a toda e qualquer exploração sexual infanto-juvenil;

4. Informar os turistas através de catálogos, folhetos, vídeos de bordo, cartazes, bilhetes de passagens, “sites” na Internet, ou qualquer outro meio informativo que lhes parecer oportuno;

5. Fornecer informação aos atores-chave locais em cada um dos destinos operados;

6. Apresentar um relatório anual sobre a realização e a aplicação dessas diretrizes.

 

Signatários do Código

 São signatários do Código de Conduta no mundo: agências de viagens, operadoras, agências de eventos, associações, sindicatos, cooperativas, casas noturnas, restaurantes e meios de hospedagem. No entanto, ainda não é um número expressivo diante da quantidade de estabelecimentos existentes no setor em esfera global.

Portanto, diante das questões apresentadas, são de suma importância o comprometimento, o engajamento e a adesão de todos os atores da cena turística a esse Código de Conduta.

 Os empresários têm de assumir um papel pró-ativo, porque a sociedade não aceita mais conviver com empresas indiferentes aos problemas sociais.

 Não se omita, nem permita a violação dos direitos da criança e do adolescente: participe!

 Mais informações sobre o The Code Brasil: www.childhood.org.br.  

Fonte: Ministério do Turismo - Cartilha Turismo Sustentável e Infância com adaptações.


Comentar
Regra dos comentários*
Todos os comentários necessitam de aprovação
Título*
Nome*
E-mail*
Site*
ícone da mensagem*
       
Mensagem*
Menu do Edito Flutuante/Estático Menu do Edito Flutuante/Estático

DesfazerRefazerRecortarCopiarColarCola Special...|Corretor ortográficoImprimir|NegritoItálicaSublinharRiscarRemover FormatoRemover Ferramentas do Formato|Alinhar a EsquerdaCentralizarAlinhar DireitaAlinhamento de ponta a ponta|Escrever a esquerdaEscrever a direita|Lista ordenadaLista com marcadoresColoca paragrafoTira paragrafo
CorRealçarSuperScriptSubScript|CitaçãoCódigoInserir Linha HorizontalInserir AncoraInserir hora e data|Criar linkRemover Link|Inserir ImagemGerenciar ImagemEditar Imagem|Inserir TabelaInsert TabelaAlinhamento do CellAlinhamento do CellPropriedades do CellAlinhamento do CellCorAlternar bordas da tabela|
HTML
CSS  
Opções*
 
 
Código de confirmação*
0 + 9 = ?  
Insira o resultado impresso
Maximmo de tentativas: 10
 
Artigos de Surf e Educação Escolas de Surf ACES Projetos ACES Artigos de Meio Ambiente e Sustentabilidade Artigos de Competição
Informações Importantes Projetos Sociais Executados por Escolas de Surf Artigos de Surf e Saúde Mundo do Surf - SurfNews Área para Associados, Proprietários e Orientadores de Surf ACES

Fortaleça sua empresa.

Valorize sua marca.

Apoie uma Escola ACES e
faça parte de uma rede de educadores empreendedores.

ACES unindo talentos e fortalecendo a educação e o esporte em Santa Catarina.

Incluir link da ACES em seu site:
Federação Catarinense de Especialistas e Escolas de Surf e Stand Up Paddle

Copie o texto acima e cole em seu site.

Lista das Escolas de Surf Credenciadas ACES


SANTUR Ministério do Esporte Prefeitura Municipal de Florianópolis GOVERNO DE SANTA CATARINA
facebook
Escolas de Surf
twitter
RSS ACES SURF
rss

 

 

ESCOLA DE SURF, ESPECIALISTA, SURFSCHOOL, SANTA CATARINA, ESCOLA, SURF, STANDUPPADDLE, SUPTRIP, AVENTURA, WATERSPORTS, ACES, FLORIPA, PRAIAMOLE, ESCOLINHA, INGLESES, ECO, FLORIANOPOLIS, QUALIDADE DE VIDA, QUALIDADE, SALVA SURF, EDUCACAO, AMBIENTAL, CAPACITACAO, TREINAMENTO, QUALIFICACAO, SUSTENTABILIDADE, BRAVA, JOAQUINA, SURF SCHOOL, BARRA DA LAGOA, BRAVA, PADDLE, STANDUP, SUP, VIAGEM, SURFLESSONS, CAMPECHE, INGLESES, ACORES, LAGOINHA, MATADEIRO, CAPACITACAO, QUALIFICACAO, MORRO DAS PEDRAS, NAUFRAGADOS, PONTA DAS CANAS, BARRA DA LAGOA, LAGOA DA CONCEICAO, ESCOLA DE SURF, SURF TREINO , COMPETICAO , SURF AVANCADO, SURF , COMPETICAO, SURF SAFARI, SURF TOURS, SUPORTE TECNICO, CARENTES, CONSULTORIA