Entrar

Usuário:

Senha:


Esqueceu a senha?

Parceiros ACES

CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE SANTA CATARINA

Surfguru

Câmeras ao vivo | 24h on-line | Maaxcam

SANTA CATARINA TURISMO S.A.

Parceria ACES e Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

FEDERAÇÃO CATARINENSE DE SURF

undefined undefined undefined undefined undefined

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

undefined
undefined

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE SURF

INSTITUTO BRASILEIRO DE SURF

Guia Floripa - O Guia de Florianópolis na Internet - Hotéis, Pousadas, Imóveis, Restaurantes, Bares, Festas, Eventos e muito mais.

SURF NEWS

SURF NEWS

DIVULGUE ACES

Incluir link da ACES em seu site:

ACES - Associa��o Catarinense das Escolas de Surf

Copie o texto acima e cole em seu site.
Escolas de Surf ACES Artigos de Surf e Educação Projetos ACES Artigos de Meio Ambiente e Sustentabilidade Artigos de Competição e Resultados
Informações Importantes Projetos Sociais Executados por Escolas de Surf Artigos de Surf e Saúde Mundo do Surf - SurfNews Área Restrita para Sócios

em 06-03-2011 20:10 (2109 leituras)

Educar para crescer

Por Fábio Gouveia em 02/02/2011

Fábio Gouveia deixa claro que a profissão surfista exige muito mais do que talento dentro da água. Foto: Aleko Stergiou.Ninguém nasce sabendo, mas uma vez tendo aprendido, certas ações podem ser chamadas de vacilo.

No último Espêice Fia, falei do investimento a longo prazo das empresas e dos atletas que encerravam suas carreiras algumas vezes prematuramente por falta de apoio.

Também falei dos que dedicavam uma vida no surf competição e finalizaram suas carreiras sem terem tido oportunidade de fazer outra coisa dentro das marcas que os patrocinaram por algum período.

A profissão de esportista não é nova, porém no surf este ramo vem carregado ainda de aprendizado, ou seja, cada vez mais se profissionalizando.

Agora é a vez de analisarmos também a postura de alguns (ou muitos) perante as necessidades de se ter uma carreira duradoura e novas oportunidades pós-pendurada de lycras de competição e até mesmo, da prancha.

De longe, não sou o dono da verdade, e cada um tem em certa altura a noção de saber o que faz. Para fazer coisas corretas também errei, erro, e mesmo em fase de aprendizado procurar o bom senso facilita as coisas.

Muitos no meio do surf não têm um contrato com as empresas que os patrocinam, porém aos que têm esta cláusula de “zelar o nome da marca onde quer que esteja” faz-se embutir a obrigação da postura do atleta. Leia-se: estar fazendo coisa errada carregando a “farda” do patrocinador.

Isso mesmo, igual aos tempos de colégio, quando moleque era pego fazendo arruaça fora da mesma com a identificação da instituição. Geralmente a primeira fase de explosão de um atleta é quando o cara ainda é bastante jovem, na casa dos 16 pra 20 anos.

Com o corpo em ebulição, a dosagem do ego ainda está para estabilizar-se, logo é normal aquela frase: “o cara tá estrelinha, tá se achando”. Neste período, a paciência talvez não seja ainda uma virtude, pois moleque quer saber mais é de apenas surfar, de se divertir, sem prestar muito atenção no que está à sua volta.

Depois é a fase do “de repente, pô! tenho de baixar a minha bola"... Ou então claro, as coisas vão sendo amenizadas no decorrer do tempo, pois, muitas vezes, sentimos que o buraco é mais embaixo.

Fase boa é muito bom, mas muitos esquecem da fase ruim. Se tratando de juventude, talvez muitos nem tiveram tempo de conhecer ou outro lado da moeda.

Penso que é nos momentos de “vacas gordas” que o atleta precisa trabalhar mais seu lado pessoal e profissional, fazendo as coisas corretas e arcando com seus compromissos, tendo uma boa postura perante marca, mídia e todos em geral.

Perante a marca, leia-se também facilitar a vida de outros profissionais dentro da empresa, seja atendendo solicitações para trabalhos de marketing ou utilizando adequadamente seus produtos, uma coisa que muitos muitas vezes não levam muito a sério.

Já vi “n” vezes atletas não usando corretamente a “farda” do patrocinador, até mesmo usando produtos de outras marcas e muitas vezes de concorrentes em locais públicos.

Perante a mídia existe aquele lance do cara ficar amarradão de estar saindo nas paradas, de estar sendo propagado. Quando é uma TV e um grande veículo impresso, então...

Claro que dentro do profissionalismo é preciso ter uma dosagem mas, no geral, precisa-se atender bem a todos, ser solícito, pois “eles” também fazem os seus trabalhos.

Trabalhos estes que podem botar o atleta lá em cima quando também lá pra baixo, como muitas vezes acontece.

Então, boa postura, paciência e disponibilidade são passos para o período de “vacas magras”. Este sim é o difícil e é onde muitos veem suas carreiras começar a declinar, ou seja, a luz se distanciando do fim do tubo. Depois não adianta chorar, mesmo tendo colega de profissão querendo defender.

Matéria publicada na waves.
Link: http://waves.terra.com.br/surf/notici ... educar-para-crescer/45291

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -
Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo
Marcar este artigo como favorito neste site
Bookmark para Blinklist Bookmark para del.icio.us Bookmark para Digg Bookmark para Fark Bookmark para Furl Bookmark para Newsvine Bookmark para Reddit Bookmark para Simpy Bookmark para Spurl Bookmark para Yahoo Bookmark para Balatarin Bookmark para Faceboom Bookmark para Twitter Bookmark para Scripstyle Bookmark para Stumble Bookmark para Technorati Bookmark para Mixx Bookmark para Myspace Bookmark para Designfloat _NW_BOOKMARK_TO_GOOGLEPLUS _NW_BOOKMARK_TO_GOOGLEREADER _NW_BOOKMARK_TO_GOOGLEBOOKMARKS
 
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Comentar
Regra dos comentários*
Todos os comentários necessitam de aprovação
Título*
Nome*
E-mail*
Site*
Mensagem*
Código de confirmação*
4 - 2 = ?  
Insira o resultado impresso
Maximmo de tentativas: 10
Artigos de Surf e Educação Escolas de Surf ACES Projetos ACES Artigos de Meio Ambiente e Sustentabilidade Artigos de Competição
Informações Importantes Projetos Sociais Executados por Escolas de Surf Artigos de Surf e Saúde Mundo do Surf - SurfNews Área para Associados, Proprietários e Orientadores de Surf ACES

Fortaleça sua empresa.

Valorize sua marca.

Apoie uma Escola ACES e
faça parte de uma rede de educadores empreendedores.

ACES unindo talentos e fortalecendo a educação e o esporte em Santa Catarina.

Incluir link da ACES em seu site:
Federação Catarinense de Especialistas e Escolas de Surf e Stand Up Paddle

Copie o texto acima e cole em seu site.

Lista das Escolas de Surf Credenciadas ACES


SANTUR Ministério do Esporte Prefeitura Municipal de Florianópolis GOVERNO DE SANTA CATARINA
facebook
Escolas de Surf
twitter
RSS ACES SURF
rss

 

 

ESCOLA DE SURF, ESPECIALISTA, SURFSCHOOL, SANTA CATARINA, ESCOLA, SURF, STANDUPPADDLE, SUPTRIP, AVENTURA, WATERSPORTS, ACES, FLORIPA, PRAIAMOLE, ESCOLINHA, INGLESES, ECO, FLORIANOPOLIS, QUALIDADE DE VIDA, QUALIDADE, SALVA SURF, EDUCACAO, AMBIENTAL, CAPACITACAO, TREINAMENTO, QUALIFICACAO, SUSTENTABILIDADE, BRAVA, JOAQUINA, SURF SCHOOL, BARRA DA LAGOA, BRAVA, PADDLE, STANDUP, SUP, VIAGEM, SURFLESSONS, CAMPECHE, INGLESES, ACORES, LAGOINHA, MATADEIRO, CAPACITACAO, QUALIFICACAO, MORRO DAS PEDRAS, NAUFRAGADOS, PONTA DAS CANAS, BARRA DA LAGOA, LAGOA DA CONCEICAO, ESCOLA DE SURF, SURF TREINO , COMPETICAO , SURF AVANCADO, SURF , COMPETICAO, SURF SAFARI, SURF TOURS, SUPORTE TECNICO, CARENTES, CONSULTORIA